publicações

Sinesbioar – implementação de um instrumento multidisciplinar para avaliação e gestão da qualidade do ar e dos seus impactes sociais na região de Sines

2004

O surgir de um projecto em parceria com outras instituições universitárias e de investigação portuguesas sobre
uma área industrial, permitiu concretizar uma investigação no terreno, na qual a temática da percepção de risco
se assumia como fundamental.

O contexto local seleccionado foi o da região de Sines, envolvendo as duas freguesias que constituem o
concelho de Sines e três das que fazem parte do concelho de Santiago do Cacém, devido ao historial desta
região enquanto local de instalação de um dos complexos industriais mais ambiciosos do território português.
Não obstante os avanços alcançados em termos da legislação vigente relativa à poluição e acesso à
informação ou a progressiva consciencialização e assumpção da responsabilidade social e ambiental por parte
das empresas, a história do progresso industrial em Sines ficou marcada por inúmeros incidentes, acidentes,
enganos e controvérsias.

Enquanto objectivos principais que nortearam este trabalho podemos avançar dois:

– em primeiro lugar a procura de compreender a forma como uma população que convive há largos anos
com um complexo industrial percepciona essa convivência e os potenciais riscos que dela podem
decorrer, com particular destaque para os possíveis impactes na saúde;

– em segundo lugar, explorar a multi-dimensionalidade do conceito de risco, através da procura de
compreender que variáveis podem influenciar a percepção de risco, como por exemplo, a natureza do
relacionamento com “os produtores dos riscos”, a confiança ou o acesso à informação.