destaque

Blogue ATS: A Estrada que Fura – Progresso e Contradição nas Novas Infraestruturas em Angola

O novo post do Blogue ATS “A Estrada que Fura: Progresso e Contradição nas Novas Infraestruturas em Angola” é da autoria de João Afonso Baptista, investigador do Observa – Observatório de Ambiente, Território e Sociedade do ICS-ULisboa.

“O pavimento plano de alcatrão opõe-se às irregularidades da paisagem. Neste jogo de contrastes, o que me desperta a atenção é a forma como a geometria retilínea da estrada interrompe os contornos e as descontinuidades de tudo o que está a seu lado. De acordo com Tim Ingold, linhas retas são intervenções deliberadas, impostas às vicissitudes do mundo natural. Elas servem para ordenar e regular. Juntas num corpo único, as linhas retas, as estradas e o alcatrão encarnam o progresso das mobilidades que contrariam as topografias orgânicas.”

https://bit.ly/2GzruHU